submenu
"Se avexe não... Amanhã pode acontecer tudo, inclusive nada"
A Natureza das Coisas
(Accioly Neto)
mural de recados
09/12/2014
Laelma Carvalho escreveu:
Informamos que devido a estiagem que castiga a regio de Areial-PB, nosso show do dia 13.12.2014 foi suspenso.
01/12/2014
Mrio Verissimo escreveu:
Venho aqui pra saber porque um artista to bem conceituado na musica forrozeira como vc. No vem fazer nenhum um show aqui na capital do Cear. O que acontece? Queria muito a ter a oportunidade de ir para um show seu!!! ABrao
22/11/2014
Joaquim Dias escreveu:
Bom dia, Fico feliz em ter a oportunidade de escrever estas poucas linhas e tentar transcrever a verdadeira alegria de desfrutar de toda poesia feito msica. Alegra-me o sucesso de artistas que louvam a poesia, o amor, a paixo pela vida ou por algum. Desejo a voc um enorme SUCESSO em sua carreira bem pintado com lpis de cor.
prosas e poesias
Mote:Uma franga de urubu leva cem anos pra por . Verso de Padim Ota
O poeta Octaclio Pereira de Carvalho (Trineto de Incia Pereira de Alencar e de Joo Pereira de Carvalho, ambos de Exu) quando prefeito de Exu, em 1947 patrocinou um encontro de violeiros na praa Padre Medeiros (por ele construda e nomeada).

Iniciado o conclave, enquanto os violeiros afinavam seus instrumentos, um deles abordou o prefeito e provocou: soubemos que o senhor tambm poeta e queremos ouvir sua prosa.
O poeta retrucou : - Camarada, poeta no nego que sou, mas no repentista.
O violeiro: - Pois escreva seu verso.
O prefeito, que no deixava ningum sem resposta, falou: - Diga o mote.
O grupo, que j tinha armado pra brincar com o prefeito, passou um motinho bem facinho: Uma franga de urubu leva cem anos pra por .

O poeta entendeu a brincadeira e segundo o prprio, pensou e sorriu intimamente : Esses cabas querem me pegar.
Pegou um pedao de papel, escreveu seu repente e falou: Balancem as violas, como prefeito dessa cidade dou por aberto o encontro de violeiros de Exu.
Sem pausa anunciou o mote que lhe deram e declamou seu verso:

"Causou-me admirao,
O que achei na historia,
E guardei bem de memria,
Essa sbia tradio,
Pois desde os tempos de Ado,
Todo mundo sabedor,
Que por temer o ardor,
Das pregas do sobrecu,
Uma franga de urubu,
Leva cem anos pra por."

Os violeiros ficaram preocupados com suas potencialidades, mas foram em alvoroo cumprimentar o prefeito, como num gesto de arrependimento pela provocao.

Primo Santanna, essa foi a estria que ouvi de meu irmo mais velho, Amaury ( falecido), h muitos anos atrs

Abrao,

Aristteles Sampaio Carvalho
fotos com fãs
Envie sua foto com Santanna Veja as fotos de Santanna com seus fãs
letras
Doidim, doidim por voc
Meu corao faz baticum na cabea
Duvido muito que outro amor aparea
E desse jeito me enlouquea
Doidim, roxim, biruta
E t saindo...

© Copyrigth 2009
Santanna O Cantador
Contato para shows:
(81) 9986 1783
Desenvolvimento:
SER Digital